Materiais para pintura 

  
Olá pintores e pintoras de plantão!

O post hj é sobre materiais, é o meu segundo sobre o tema, mas como vejo que as fotos dos materiais alheios incomodam muito nos grupos de colorir do facebook (sim, é sério, tem gente que se incomoda com isso), resolvi voltar no assunto!

O que eu farei é o seguinte, falarei sobre o que eu tenho, o que gosto, o que acho dispensável, enfim, e espero que ajude aos que têm dúvidas sobre o que comprar ainda.

Essa acima é a foto do que eu tenho pra pintar, e é tudo que eu tenho! Vamos começar pelos lápis de cor.

Faber aquarelavel 24 cores: muito bons no geral, eu dei azar de comprar uma caixa de lote defeituoso, mas já os conheço a anos e posso dizer, são muito bons, é verdade que o preço anda salgado, mas os recomendo mesmo assim. Contra: péssimo para apontar, a madeira dele é dura de mais, e isso não é questão de lote.

Faber eco colour grip 36 cores lata vermelha: muito bons, cores lindas, de fácil manuseio, pra quem sua muito as mãos ele é excelente, pois tem o corpo todo coberto por bolinhas que ajudam no “segurar”.

Faber super ponta 12 cores: muito bom para quem coloca muita força ao colorir e quebra a ponta com facilidade, pois sua mina é mais grossa que a dos outros lápis, um pró desse lápis é que ele demora mais a acabar, porém, para mim, são dispensáveis.

Faber neon: bonitos, mas completamente dispensáveis, e lembrando que foram desenvolvidos para luz negra, então não espere cores vibrantes de mais a olho nu.

Faber metálicos: Lindos para paisagens de inverno, tem cores bem frias, mas atenção, são “metálicos”, não queira que eles brilhem como se fossem purpurinados. Também são desnecessários se vc prefere cores vivas.

Staedtler aquarelavel 24 cores: bom custo benefício se comparado ao aquarela da Faber, super macio, cores lindas, eu os amo. Eles só tem um contra, aquela enganação branca que diz proteger a mina do lápis só serve para deixá-la com a espessura minúscula, o que faz com que tenhamos que apontá-lo a todo momento. Mas recomendo muito, aliás, muito mais que o Faber.

Maped seco 48 cores: O que possui as cores mais bonitas de todos os que eu conheço. É macio, excelente preço, tons vivos, só tem um defeito, para mesclar com outras cores é ruim, pois tem muita parafina na sua composição, o que faz com que ele tenha uma textura parecida com cera. Eu consigo utilizá-los muito bem, mas não recomendo para aqueles que estão começando agora, pois podem se sentir frustrados ao não conseguirem misturar bem as cores entre si.

Kooh-i-noor mondeluz (aquarelavel) 48 cores: São importados e semi profissionais, os melhores que tenho. No Brasil custam não só o olho, mas a cara inteira! Comprei os meus no Aliexpress, demoraram mais de um mês pra chegar e não fui taxada. Me perguntaram Pq não fiz como a maioria é comprei o de 72 cores, bom, eu manuseio bem quase todos os lápis que conheço, achei desnecessário um de 72 cores, já que este tem cores muito parecidas, eu teria por exemplo, umas 7cores de verde quase iguais entre si, pode parecer pretensioso da minha parte dispensar o de 72, mas no fundo foi Pq eu realmente achei que o de 48 me atenderia, como tem atendido! Enfim, são maravilhosos, recomendo!

Canetinhas: qqr uma, pra mim, desde a porosa passando pela stabilo até a de gel, são dispensáveis, não gosto de canetas, a não ser por um detalhe ou outro ou, ainda, pra fazer um fundo, há quem goste, mas essa não sou eu, só tenho elas Pq não consigo aqui comprar avulso uma cor ou outra, ai tenho q comprar um estojo inteiro pra ter uma cor… Afffffffff

Exceção: uniball signo branca para estrelas, ela é maravilhosa.

Tinta nankim pro fundo: tuuuuuuuudo!!! Espalha com pincel nas partes maiores e palito de unha nas menores.

Tinta pva branca: uso muito, mas cuidado ao utilizar, não recomendo para quem está começando, ela pode manchar o verso se vc não usar com cuidado.

Pastel oleoso 50 cores: não precisa disso tudo, mas tava barato Qdo eu comprei, então… Amo de paixão, em relação ao pastel seco o custo benefício é incomparável, é bem mais barato, não precisa de fixador e o efeito é praticamente o mesmo se vc usar direito (role a pág pra baixo, eu tenho um vídeo ensinando a usar). E ai tem gente q me pergunta, “o seco e oleoso são diferentes?”, alôôô, são materiais diferentes, claro que são diferentes!!! 

No fim das contas, quem vai escolher com que material trabalhar é vc, ngm mais, mas se querem minha opinião, não é necessário 50 caixas de lápis e 200 canetas, com muito menos que isso tem gente que faz miséria nos trabalhos! Vale muito mais vc assistir tutoriais, pegar dicas e passo a passo do que investir uma grana num monte de coisa e depois não saber usar! E eu conheço gente assim tá!!

Bom, é isso, isso é o que eu tenho é nem adianta me perguntar sobre outros materiais Pq provavelmente eu não conheço, tb sou como a maioria, experimentadora! Espero ter ajudado 

Beijos carinhosos!!!

Pedras preciosas

  
Olá jardineiras e jardineiros!

Hoje vim aqui falar para vcs sobre esse trabalho no livro Jardim Secreto que quase me fez arrancar o couro cabeludo enquanto eu o estava fazendo. Eu gostei muito do resultado, principalmente desse efeito pedras preciosas, mas as cores… Ah, as cores em excesso me matam!!!  

  
Já disse que sou muito monocromática e quem acompanha meus trabalhos percebe isso de primeira, não sei se por preferir um aspecto mais coeso nos coloridos ou por medo de errar nas combinações. O fato é que decidi me enfrentar dessa vez e usar esse carnaval de cores, foi muito difícil pra mim, mas no fim eu gostei!

Para fazer esses lindos pássaros, usei como inspiração um trabalho que vi no insta uns meses atrás, como ele não fazia menção à quem o coloriu, não sabia o nome do artista, hj me disseram quem foi, então obrigada à colega que me informou e principalmente à Elke Talone que me inspirou com sua linda pintura:

  
Vamos ao passo a passo:

Não sei quais foram os materiais e técnicos que Elke utilizou, mas o meu foi feito seguindo as instruções de luz e sombra da Carol Pafiadache, só que em escala bem menor, pois as bolinhas do beija flor são muito pequenas:

Para todo o desenho utilizei apenas lápis de cor, mondeluz e maped seco.

  
Para o fundinho azul meu inseparável pastel oleoso passado com algodão em movimentos circulares.

  
Espero que tenham gostado! Beijinhos em todos!!!

Pavão misteriooooso parte II

  
Como amei fazer esse pavão!!

Sem mais delongas, vamos ao passo a passo e os materiais utilizados:

Para fazer o fundo utilizei nankim líquido pintando com pincel nas áreas maiores e com palito de unha nas menores, dá trabalho, mas o resulta é um preto perfeito:

   
 
Para o pavão em si utilizei apenas dois materiais, tinta pva branca cintilante e lápis aquarelavel mondeluz na cor pele. Primeiro cobri todo ele com duas camadas de tinta espalhas com pincel e só depois de secas fiz os detalhes finos com a tinta e colori as plumas com os lápis, em degradê para dar impressão de q era penas realmente.

   
 
Para as flores, folhas e galhos utilizei lápis de cor maped seco, mondeluz e staedtler aquarelavel:

   
 
Por fim, as estrelinhas foram feitas com caneta uniball signo branca.

Fiquei muito feliz com o resultado e principalmente com o reconhecimento que tenho tido não só com o pavão, mas com todos os meus coloridos, pela segunda vez um ídolo meu da culinária e das artes (Pq ele tb é artista plástico) curtiu minha pintura, o Nathan Brindle do Masterchef profissionais Austrália!

  
Bom, espero que todos que tenham gostado da pintura e quiserem se inspirar aproveitem as dicas! Por último, um videozinho do processo com uma música bem cafoninha, mas que eu amo, a diva cafona Celine Dion!

Beijos!!!

Vitral A Bela e a Fera

  
Oi pessoas lindas! Vim falar sobre meu vitral da Bela e a Fera. Bom, para começar tenho que dizer que adorei esse resultado, mas que foi com certeza, o trabalho mais dispendioso nos livros de colorir até agora!!

Pra fazer um fundo igual a esse não existe uma receita ou segredo, segue o videozinho:

 Utilizei as cores preta, cinza, verde água escuro, bordô e branco. ATENÇÃO: não importa a marca ou modelo dos lápis escolhidos, o efeito pode ser conseguido com qualquer um. 

   
   
As manchas são bem aleatórias mesmo, de acordo com a sua imaginação, no meu caso utilizei essa ordem: uma camada fina de cinza em todo o espaço, uma mancha no mesmo cinza com mais intensidade, o preto para escurecer essa mancha, novamente o cinza para suavizar as bordas dessa mancha, o verde e o bordô em manchas saindo do preto para a área mais clara e o branco por cima para homogeneizar tudo, por fim, a divisão dos vidros feita com um traço de canetinha.

  
O desenho foi transferido para o livro Jardim Secreto riscando a parte de trás da ilustração escolhida com lápis 6b e passando por cima das suas linhas diretamente no livro, alguns detalhes como o espelho em torno da Fera eu tomei a liberdade de colocar, já que na obra original ele não existia.

Não vou dizer que foi algo difícil de se executar, pois não foi, mas muito cansativo, demorei 19 dias nessas duas páginas, então, se vc é do tipo que gosta de ver tudo pronto rápido eu não recomendo esse fundo, ou que minimamente seja feito em uma página apenas, a pressa é inimiga da perfeição, recomendo sempre muita calma, alegria e amor, tudo feito com o coração é dotado de uma profunda beleza. Espero que gostem desse clássico da infância da minha geração!!!!

Beijos com sentimentos de surpresa!!!

Combinação de cores

Uma dúvida recorrente entre os leitores do meu blog e os curtidores das minhas pinturas é sobre a tão temida combinação de cores, que pode fazer de um colorido uma verdadeira obra de arte ou destruí-lo completamente!

Nesse post eu falarei sobre as combinações que mais uso e as que eu não utilizaria, que fique claro desde agora que são minhas opiniões pessoais. Bom, vamos ao que interessa:

  
Cores quentes e frias. Acho que a maioria de nós consegue identificar os tons quentes e frios, a dificuldade vem na hora das combinações!! 

Começarei então pelos tons que amo juntos. Rosa e azul geralmente são gamas que funcionam muito bem juntas, claro que sempre que se usa duas cores diferentes, uma tem que balancear a outra, não adianta usar um azul bandeira com um rosa chiclete Pq a coisa não vai rolar, procure a harmonia entre eles, e a dica, Rosa chá combina com quase qqr azul, azul jeans combina com quase qqr Rosa!

  
Vermelho, laranja ou marrom com amarelo. Folhas secas! Quem não ama essa combinação? Vermelho com amarelo, laranja com amarelo, marrom com amarelo, todas essas cores funcionam muito bem com o amarelo, o único cuidado a se tomar é sempre equilibrar os tons.

  
Um dos grandes coringas das cores é o amarelo e com os tons de roxo eles funcionam super bem:

  
E a minha descoberta (eu não sabia que funcionariam bem juntas), azul com marrom:

  

Tom sobre tom não é mistério pra mais ninguém, quase nunca vai dar errado, vide minha bússola:

  
Uma dica: o creme pode ser base para qualquer cor, qualquer cor meeesmo, então se vc não quer arriscar em muitas misturas no início, aposte no creme mesclado com qqr cor sólida!

  
Vamos agora para as missões suicidas em cores!

Vermelho com tons de roxo: nunca usaria! Vermelho com marrons (diretamente), não gosto! Vermelho com azul, somente em alguns casos, são duas cores que brigam por espaço de mais pra mim! O mesmo vale para o laranja com todas essas cores.

Laranja com verde: NEVER!

Aliás, o verde é uma cor difícil de combinar, pelo menos pra mim que sou perfeccionista de mais, os tons escuros então… Gosto da zona de conforto do tom sobre tom ou utilizando-o com o creme!

DICAS: fundo preto sempre arrasa e destaca qqr pintura, mas cuidado ao fazê-lo, caso não seja bem executado ele tem o poder de arruinar sua obra. Eu me considero muito monocromática nas pinturas, me sinto à vontade assim, mas aprecio muito um beeeeelo mix de cores! 

É isso povo! Espero que ajude e, no mais, deixem a imaginação fluir e divirtam-se acima de tudo!!!

Beijos coloridos!!!